Arquivo do autor:marceloaraujo03091970

Em parceria com a FPF, Consulado Americano lança Copinha

Imagem

O Estádio dos Aflitos receberá a Copinha do Mundo de futebol feminino Sub-17 neste sábado (10). Promovida pelo Consulado dos Estados Unidos, em parceria com a Federação Pernambucana de Futebol (FPF), o torneio reunirá 12 times. Cada equipe representará um país que disputará o Mundial do Brasil. As atrações do dia serão os ex-jogadores Cobi Jones, que disputou as Copas de 1994, 1998 e 2002, e Tiffany Roberts, campeã Olímpica em 1996.

Os times que representarão as seleções serão o CDV (Várzea), Barreirense, Codif, Penedo, Sensação, Guarani, América, Internacional (Campina do Barreto), Paudalho, duas equipes de Brasília Teimosa e um representante da Prefeitura do Recife. Serão disputadas 16 partidas, com dois tempos de 15 minutos, a partir das 9h. A final está prevista para as 16:30. O gramado dos Aflitos será dividido em dois campos, para que ocorram jogos simultâneos.

Participaram do lançamento os diretores da FPF, Roberto Zaidan, que representou o presidente Evandro Carvalho, Elias Coelho, a cônsul geral dos Estados Unidos no Recife, Usha Pitts, e o diretor de esportes olímpicos do Náutico, Ubirajaram Tavares, além dos representantes dos times. O Decisão Rush Futebol Clube e a Love.fútbol também apoiam a Copinha. Durante o lançamento da Copinha também foi realizado o sorteio dos confrontos

“O torneio feminino é parte de uma iniciativa da embaixada que tem como objetivo demonstrar como o esporte pode servir para toda a comunidade. No Brasil, as meninas não têm muita oportunidade para jogar futebol, por isso, pensamos em fazer um torneio para elas. O futebol pode oferecer para elas uma boa oportunidade. Será um grande dia de futebol e diversão”, declarou a cônsul Usha Pitts.

Cobi Jones é recordista de atuações na Seleção norte-americana masculina de futebol, com 164 jogos e 15 gols, jogando nas Copas do Mundo de 1994, 1998 e 2002, nos Jogos Olímpicos de Verão de 1992 e uma rápida passagem pelo Vasco em 1996. Tiffany Roberts defendeu a Seleção norte-americana feminina de futebol em 1995, 1999 e 2003, ajudou sua seleção a ser Campeã Olímpica em 1996 e esteve no Brasil em 2011, onde participou do programa Embaixadores do Esporte. A  visita faz parte de uma iniciativa do Departamento de Estado e do Bureau para Assuntos Educacionais e Culturais que promovem inclusão social e liderança entre jovens de todo o mundo.

A lateral do América, Eduarda Teixeira, de 16 anos participou do lançamento. “É uma ótima oportunidade para a gente crescer no futebol e abrir portas para virar uma profissional no futuro”, comentou a atleta, que está ansiosa para conhecer Tiffany. “Sou fã dela. É uma grande jogadora”, afirmou.

Os jogos da primeira rodada serão:

Croácia x Alemanha
Estados Unidos x Costa do Marfim 
Gana x Inglaterra
Brasil x Costa Rica
Japão x Itália 
México x Portugal 

FPF

Anúncios

Santos vence, mas não consegue eliminar jogo da volta

O Santos marcou dois gols no Princesa do Solimões em menos de dez minutos de jogo, nesta quinta-feira, na Arena Amazônia, pela segunda fase da Copa do Brasil, e mesmo assim não evitou a partida de volta devido a uma falha do goleiro Aranha, que sofreu o gol entre as pernas após uma cabeça fraca do atacante Branco, do time de Amazonas, na etapa final. Com isso, a vitória santista por 2 a 1 terminou com “gosto de derrota”.

Os gols do Santos foram marcados por Gabigol, aos cinco minutos, que chutou de virada e abriu o placar com um belo gol. Alan Santos, aos nove, fez o segundo ao finalizar de fora da área. No entanto, a equipe santista foi dominada pelo Princesa do Solimões no segundo tempo.

O time da Vila Belmiro entrou em campo com um time alternativo, já que o técnico Oswaldo de Oliveira poupou cinco titulares para encarar o time do Amazonas. Cicinho, David Braz, Arouca, Cícero e Thiago Ribeiro foram substituídos por Bruno Peres, Bruno Uvini, Alison, Lucas Lima e Geuvânio.

O Santos mudou as peças com os atletas poupados, mas manteve o mesmo esquema tático utilizado desde o início do ano, atuando com três atacantes. Lucas Lima foi o principal armador da equipe, que teve Geuvânio e Gabriel pelas pontas no ataque e Leandro Damião centralizado.

O camisa 9 não teve boa atuação mesmo contra uma zaga que se mostrou confusa durante o jogo. Com isso, o centroavante completa seis jogos sem balançar as redes. O último gol ocorreu na semifinal do Campeonato Paulista, na vitória santista por 3 a 2 diante do Penapolense, na Vila Belmiro.

Além de marcar dois gols relâmpagos, o Santos teve mais duas boas oportunidades no primeiro tempo para “matar o jogo”, mas parou no goleiro Rascifran e na arbitragem, que anulou um gol santista após falta de Leandro Damião no zagueiro do Princesa do Solimões.

No segundo tempo, o técnico Marquinhos Piter fez duas alterações no intervalo e deixou seu time mais veloz. Em três minutos, Branco cabeceou a bola entre as pernas de Aranha e diminuiu o placar. Aos 14 minutos, Fininho arriscou de fora da área e deu um susto no goleiro santista, pois a bola passou muito perto da trave.

Oswaldo de Oliveira fez três alterações, colocando Leandrinho, Diego Cardoso e Serginho, mas não conseguiu criar as jogadas de ataque. Desta forma, a partida terminou com a vitória do Santos por 2 a 1, mas sem eliminar o jogo de volta.

Ficha Técnica – Princesa do Solimões 1 x 2 Santos

Data e hora: 08/05/2014, às 21h50 (de Brasília)
Local: Arena da Amazônia, em Manaus (AM)
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Assistentes: Luis Carlos Camara Bezerra (RN) e Lorival Candido das Flores (RN)

Gols: Gabriel Barbosa aos cinco e Alan Santos aos nove do primeiro tempo (Santos); Branco aos três minutos do segundo tempo (Princesa de Solimões)

Cartões amarelos: Alison e Jubal (Santos); Amaral e Clayton He-Man (Princesa de Solimões)

Princesa do Solimões: Rascifran; Déurick, Clayton He-Man, Lídio, Alberto (Edinho Canutama); Amaral, Rondinelli, Michel e Fininho; Nando (Marinelson) e Branco.
Técnico: Marquinhos Piter

Santos: Aranha, Bruno Peres, Jubal, Bruno Uvini (Diego Cardoso) e Emerson; Alison, Alan Santos (Serginho) e Lucas Lima; Geuvânio (Leandrinho), Gabriel e Leandro Damião.
Técnico: Oswaldo de Oliveira

UOL

Londrina empata com gols e se classifica para a próxima fase da Copa do Brasil

Pelo jogo da volta da segunda fase da Copa do Brasil, o Londrina empatou com o Grêmio Barueri por 3 a 3 nesta quinta-feira, na Arena Barueri e garantiu a vaga na próxima fase da competição. Celsinho (2) e Anderson fizeram os gols dos parananenses, enquanto que Hiantony fez os três do Barueri. 

Na partida no Estádio do Café os times empataram sem gols e com os gols marcados fora de casa o Tubarão ficou com a vaga.

O Londrina agora aguarda o vencedor do confronto entre Santos e Princesa do Solimões-AM na próxima fase e ainda se prepara para o início da Série D.

GRÊMIO BARUERI 3X3 LONDRINA
Local: Estádio Arena Barueri em Barueri
Data: 08/05/2014 – Quinta-feira
Horário:19:30h

Árbitro Osimar Moreira da Silva Junior (GO) 
Assistentes: Joao Patricio de Araujo (GO) e Bruno Raphael Pires (GO)

Público pagante 1.580
Renda R$ 10.750,00.

BARUERI: Matheus; Marcos Pimentel, André Ribeiro, Joadson e Jefferson(Bebeto); Arthur Santos(Alex Maranhão), Douglas Marques, Rodrigo e Gabriel Davids(Iago); Hiantony e Thiago Brito 
Técnico: Kleiton Lima

LONDRINA: Vitor; Maicon Silva, Dirceu, Gilvan e Allan Vieira; Diogo Roque, Silvio(Anderson), Celsinho(Marcondes) e Rone Dias; Lucas(Alexandre Oliveira) e Joel
Técnico: Claudio Tencati

Noticia original: Londrina empata com gols em Barueri e fica com a vaga na Copa do Brasil – Futebolparanaense.net – LONDRINA 
Siga no twitter @futebolpr 

STJD devolve à CBF decisão sobre dono da vaga na Série C

O Pleno do STJD julgou nesta quinta-feira (08) os recursos impetrados por Tiradentes-CE, Federação Cearense de Futebol, CRAC-GO, Metropolitano-SC e Brasiliense-DF. Todos os clubes se achavam no direito de disputar a Série C 2014 na vaga do Betim-MG, excluído da competição ao ser punido pelo STJD por ter recorrido à Justiça Comum contra decisão da Justiça Desportiva.

O recurso da Federação Cearense de Futebol que buscava ajudar o pleito de seu filiado, Tiradentes-CE, acabou indeferido. No entanto, o Pleno do STJD cedeu ao pedido do clube cearense e optou por transferir de volta à Diretoria de Competições da CBF a decisão de quem deve ficar com a vaga aberta pela punição ao Betim. Anteriormente, no mês, a omissão da mesma Diretoria de Competições quanto a um direcional sobre o assunto acabou fazendo com que o Pleno, em decisão liminar, recomendasse a cessão da vaga na Série C 2014 ao CRAC. A Diretoria de Competições da CBf, ao emitir a decisão deverá também dar publicidade ao embasamento técnico da mesma,

A decisão da Diretoria de Competições da CBF pode sair ainda nesta sexta-feira (08) e, por enquanto, a artida entre CRAC e CRB, marcada para o domingo (11) pela 3ª rodada do Grupo A está suspensa. Leia abaixo a íntegra da sentença do STJD.

Série C

Três equipes se classificam na Copa do Brasil

10 jogos realizados na noite desta quarta-feira pela Copa do Brasil 2014.

2 partidas pela 1ª fase.

Na Arena Castelão, O Ceará goleou o Parnahyba por 4 x 1 e conquistou o grupo 39. Enfrenta a Chapecoense na 2ª fase.

1º jogo em Chapecó na quarta-feira, dia 14. Jogo da volta, depois da Copa, dia 23 de julho em Fortaleza.

Nos Aflitos, O Santa Cruz venceu o Lagarto por 3 x 1 pelo grupo 26 e também passa adiante. Seu adversário será o Botafogo-PB.

Na quarta-feira, no Almeidão o primeiro jogo. A partida da volta para o dia 23 de julho.

5 jogos de ida pela 2ª fase.

ASA 3 x 2 Avaí

ABC 1 x 1 Atlético-GO

Bragantino 2 x 1 Figueirense

Sampaio Corrêa 2 x 1 Palmeiras

América-MG 0 x 0 Bahia

Jogos da volta pela 2ª fase:

J. Malucelli 0 x 2 Novo Hamburgo. Os gaúchos passam adiante e enfrentam ABC ou Atlético-GO na 3ª fase.

São Paulo 3 x 0 CRB. O tricolor paulista está classificado e encara Bragantino ou Figueirense.

Vasco 1 x 1 Treze. Os cariocas estão na próxima fase e enfrentam a Ponte Preta.

 

ASA derrota Avaí em Arapiraca

Após um leve intervalo para as duas equipes no calendário da Copa do Brasil, ASA e Avaí voltaramm a atuar pela competição, ainda pela segunda fase, no Estádio Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca. O Alvinegro conseguiu um bom resultado em casa, diante de sua torcida, indo à partida de volta com a vantagem do empate, ao bater o Leão da Ilha por 3×2. A partida teve transmissão da Rádio Pajuçara FM 101,9 Arapiraca e cobertura do portal TNH1.

Copa do Brasil 2014 – 2ª Fase

Jogo: ASA 3×2 Avaí-SC

Gols: ASA: 20-Didira (aos 6’ do 1T e aos 45′ do 2T), 11-Wanderson (aos 21’ do 1T); Avaí-SC: 9-Roberto (aos 8’ do 1T); 10-Marquinhos (aos 36’ do 1T)

Cartões amarelos: ASA: 8-Glauber (aos 44’ do 1T); Avaí-SC: 2-Bocão (aos 4’ do 2T), 13-Bruno Maia (aos 35′ do 2T), 3-Pablo (aos 38′ do 2T), 1-Vagner (aos 44′ do 2T)

Local: Estádio Coaracy da Mata Fonseca, Arapiraca/AL

Data: 07/05 (quarta-feira)

Hora: 19h30

Árbitro: Arilson Bispo da Anunciação(CBF-BA)

Auxiliar 1: Adailton José Jesus da Silva (CBF-BA)

Auxiliar 2: Alberto Tavares Neto (CBF-BA)

ASA: Marcão, Leandrinho, Amarildo, Marco Tiago e Romano (Thalysson, aos 11’ do 2T)

Jorginho, Glauber, Rafael Gava (18-Jean, aos 22’ do 2T) e Didira.

Ramazotti (16-Alex Henrique, aos 8’ do 2T)e Wanderson. Técnico: Beto Almeida

Avaí: Vagner, Bocão, Pablo, Neris (Bruno Maia, aos 42’ do 1T)e Eduardo Neto (14-Eltinho, aos 14’ do 2T)

Eduardo Costa, Tinga, Cleber Santana e Marquinhos

Roberto (15-Júlio Cesar, aos 28’ do 2T) e Anderson Lopes. Técnico: Pingo

 

TNH1

Lusa perde três pontos de jogo contra Joinville, mas permanece na Série B

A Portuguesa foi punida, mas conseguiu permanecer na Série B do Campeonato Brasileiro na tarde desta quarta, em julgamento no Superior Tribunal de Justiça Desportiva. O clube foi denunciado por ter abandonado a partida diante do Joinville, na estreia pela competição no dia 19 de abril.

A punição dada foi mais branda do que a exclusão da Série B pedida pela procuradoria: o placar da partida contra o Joinville foi convertido para derrota por 3 a 0, e foi definida uma multa de R$ 50 mil a ser paga pela Lusa. Ainda cabe recurso da decisão para o pleno do Tribunal. O presidente Ilídio Lico, seu filho Marcos Lico e Argel também foram punidos: os dirigentes, suspensos por 240 dias, com multa de R$ 100 mil para o pai e R$ 80 mil para o filho; o treinador pegou suspensão por quatro partidas.

De acordo com a denúncia, a Portuguesa teria infringido os artigos 205 e 231 do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva) e o artigo 69-2 do Código Disciplinar da FIFA. As penas contidas nestes artigos variam da perda de pontos em favor do adversário até a exclusão do campeonato em disputa, o que acarretaria no rebaixamento para a Série C.

A Portuguesa defendeu-se afirmando que dispunha de uma decisão judicial que garantia sua permanência na Série A, concedida pela 3ª Vara Cível da Penha, e apenas cumpriu a liminar.

“A liminar dizia que eu tinha que obedecer uma decisão judicial. Na sexta fui pra Joinville sabendo que teria uma liminar e minha vontade é sempre respeitar os torcedores. No dia do jogo eu dei uma declaração à Rádio Bandeirantes dizendo que iriamos entrar em campo. Achava que a liminar seria cassada, mas não foi” disse o presidente da Lusa, Ilídio Lico durante seu depoimento.

O mandatário ainda fez um apelo para que seu clube não fosse mais penalizado.

“Se tiver que alguém ser penalizado, tem que ser eu. Nem o Argel, nem meu filho e nem a Portuguesa. A Portuguesa não pode mais ser penalizada”, pediu, esclarecendo que um conselheiro do clube, chamado Fernando Guimarães, que é membro do Poder Judiciário, aconselhou fortemente que cumprisse a liminar, caso contrário poderia até mesmo ser preso.

Foram ouvidos o filho de Ilídio, Marcos Rogério Lico, e o treinador Argel, ambos também julgados. O técnico chegou a afirmar que sentia estar fazendo algo ilegal, mas justificou dizendo que apenas cumpria ordens.

A Procuradoria rebateu afirmando que a decisão não obrigava a Portuguesa a deixar o gramado. A parte na ação, movida por um torcedor da Lusa, era a CBF, e apenas a entidade poderia sentir-se obrigada ou não a cumprir a liminar. Para o órgão, o clube infringiu todos os artigos nos quais foi denunciado. Além disso, a liminar não era eficaz, por ter sido concedida em São Paulo, quando a competência estava fixada no Rio de Janeiro.

A defesa da Lusa, feita pelo advogado José Luiz Ferreira de Almeida, afirmou que o que houve foi o desrespeito de uma liminar por parte da CBF, e negou que o abandono tenha sido premeditado pela direção do clube. Também afirmou que a liminar era sim válida, já que a entidade tentou cassá-la antes da partida.

O relator José Nascimento não acolheu os argumentos e criticou a Portuguesa, aplicando a punição de multa e perda dos pontos da partida ao clube. O auditor definiu que não houve má fé, mas sim “amadorismo” na conduta. Pediu as punições aos réus, e foi acompanhado pelos auditores Márcio Amaral, Matheus Gregorini, Otávio Noronha e José Perdiz, em uma decisão unânime.

UOL